Rede Brasil do Pacto Global realiza a primeira edição do Prêmio ODS

 em Notícias

Parceira da Rede Estratégia ODS reconheceu práticas que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O dia 16 de maio marcou a realização da primeira edição do Prêmio ODS Rede Brasil do Pacto Global, parceira institucional da Rede Estratégia ODS. O evento, que aconteceu na Casa Natura, em São Paulo, premiou práticas inovadoras empresariais e de ensino que estejam alinhadas com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU.

Com cerca de 300 convidados e 1,5 milhão de espectadores que acompanharam a transmissão online, segundo dados da Rede Brasil do Pacto global, a premiação registrou 800 práticas inscritas, com 36 finalistas. Durante o evento, 13  cases, divididos entre categorias de grandes empresas, PMEs, instituições de ensino e jovem profissional, foram premiados. Além dos vencedores, todos os cases que obtiveram uma nota acima da média de corte passaram a integrar o Banco de Boas Práticas da Rede Brasil (confira aqui).

Na abertura, Denise Hills, Presidente da Rede Brasil do Pacto Global, anunciou a criação do Banco de Boas Práticas da Rede, no qual, além dos vencedores, todos os cases que obtiveram uma nota acima da média teriam seus projetos expostos na iniciativa. Posteriormente, Katyna Argueta, representante-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), e Carlo Pereira, secretário-executivo da Rede, destacaram a importância do setor privado como ator-chave para o sucesso dos ODS, com soluções inovadoras que podem ser incorporadas nos modelos de negócio.

Também foi realizado um painel com alguns dos maiores nomes em sustentabilidade empresarial do país. Marina Grossi, presidente do CEBDS; Paulo Branco, vice-coordenador do GVCES; Ricardo Young, presidente do Conselho do Instituto Ethos; Sonia Favaretto, presidente do ISE e Ricardo Voltolini, diretor-presidente da Ideia Sustentável, discutiram a importância de não tratar os ODS como uma espécie de “lista de tarefas”, destacando a necessidade de abordar os objetivos de forma interconectada, engajar os stakeholders e formar parcerias para o fortalecimento dessa agenda.

Depois do painel, Vicente Falconi, sócio-fundador da Falconi, demonstrou exemplos práticos de como a sustentabilidade é benéfica para o setor privado, proporcionando economia financeira nas operações e processos. Para encerrar o ciclo de depoimentos, Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho da Magazine Luiza, contou como trabalhar o ODS 5 (igualdade de gênero) pode impactar na visibilidade de uma marca, com maior repercussão, fidelizando clientes e influenciando na criação de uma equipe de colaboradores mais diversa.

Na parte final da cerimônia, os premiados foram anunciados e subiram ao palco para receber um troféu e uma homenagem da organização. Confira os vencedores:

Categoria: Academia

 

Eixo Prosperidade – Horticultura Orgânica em Comunidades Socialmente Vulneráveis no litoral do Paraná (Unespar)

Eixo Planeta – Horta Comunitária: Novos Caminhos e Saberes (Universidade Metodista de São Paulo)

Eixo Pessoas – Planejamentos de empreendimentos sociais – PUC-RJ/IAG Business School

 

Categoria: Jovens Profissionais

 

Juliana Oliveira (Nestlé)

 

Categoria: Pequenas e Médias Empresas

 

Eixo Parcerias – Valorização da Neurodiversidade (Specialisterne Brasil)

Eixo Prosperidade – Brindes Upcycling (Netza Promoções e Eventos)

Eixo Planeta – Reciclagem a Seco de Embalagens Plásticas Contaminadas (Eco Panplas).

Eixo Pessoas – Estúdio Escola de Animação (Baluarte)

 

Categoria: Grandes Empresas

 

Eixo Parcerias – Ações Educativas de Eficiência Energética (Neoenergia)

Eixo Paz – Projeto Internet Sem Bullying (COPEL Telecom)

Eixo Prosperidade – Enel Compartilha Empreendedorismo (Enel Brasil)

Eixo Planeta – Living LAB em Campinas (CPFL Energia)

Eixo Pessoas – Projeto Florada (3 Corações)

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar