Como reduzir a desigualdade no Brasil de hoje?

 em Notícias, ods, ods17

O Brasil passa por um momento de desafios econômicos e políticos que têm tomado conta dos noticiários e meios de comunicação do país. Em um contexto como esse, precisamos de espaço para se falar sobre redução das desigualdades. Quantas boas notícias sobre esse assunto você tem visto por aí? Temos uma ótima!

Nesta segunda-feira, 29 de abril, aconteceu o Seminário “Parcerias Multissetoriais para os ODS: o desafio da redução das desigualdades”, que marcou o lançamento do Projeto de Fortalecimento da Estratégia ODS (EODS), com financiamento da União Europeia e coordenação da Fundação Abrinq em parceria com a Agenda Pública, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

A Estratégia ODS é uma coalizão que reúne organizações representativas da sociedade civil, do setor privado, de governos locais e da academia com o propósito de ampliar e qualificar o debate a respeito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil. Os ODS são uma agenda mundial, adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

O Diretor-executivo da Agenda Pública, Sergio Andrade, participou do painel de abertura do evento e falou sobre a implementação do projeto no Brasil. “Nós temos plena consciência do nosso desafio, mas sabemos que em 12 anos podemos fazer muitas coisas. Parece pouco tempo, mas pensem onde o mundo estava há 10 anos e como podem haver transformações. É disso que se trata: de construir transformações”, disse ele.

A previsão para os três anos de execução do projeto é de ampliação da rede de signatários em mais 200 organizações, 150 municípios incorporando os ODS aos seus instrumentos de gestão governamental e políticas públicas, além de 400 organizações e movimentos capacitados para a incidência e monitoramento dos ODS, com foco na redução das desigualdades de gênero, geracional e étnico-racial. “Como Secretaria-Executiva deste projeto, nossa organização está muito otimista. O financiamento da União Europeia confirma a seriedade e amplitude do que vem pela frente. Queremos mostrar que o país pode se desenvolver gerando emprego e bem-estar em equilíbrio com o meio ambiente”, diz Andrade.

Já Heloísa Oliveira, Administradora-Executiva da Fundação Abrinq, afirma: “A Agenda 2030, na verdade, condensa todos os principais desafios que os países vão enfrentar para alcançar o desenvolvimento sustentável. A Estratégia ODS tem um papel fundamental na mobilização e articulação dos diferentes atores sociais que estão envolvidos com o desenvolvimento, contribuindo para que ele aconteça”.

O evento de lançamento contou com outros dois outros painéis: As Desigualdades de Gênero, Raça e Geracional e Parcerias Multissetoriais para a redução das desigualdades, com a participação de importantes representantes abordando o tema. Veja quem esteve presente:

 

O Projeto de Fortalecimento da Estratégia ODS

Heloísa Oliveira – Administradora-Executiva da Fundação Abrinq

Sergio Andrade – Diretor-Executivo da Agenda Pública

Denise Verdade – Representante da Delegação da União Europeia no Brasil

Gilson Dantas – Prefeito de Carnaúba dos Dantas (RN) e Representante

da Confederação Nacional de Municípios

José Auricchio Júnior – Prefeito de São Caetano do Sul e Vice-Presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para os ODS

 

As Desigualdades de Gênero, Raça e Geracional

Kátia Maia – Diretora-Executiva da Oxfam Brasil

Viviana Santiago – Gerente de Gênero e Incidência da Plan International

Maria Aparecida Silva Bento – Coordenadora-executiva do Centro de

Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades (CEERT)

Maitê Gauto – Coordenadora da Área de Políticas Públicas da Fundação Abrinq

Aron Belinky – Professor e pesquisador da EAESP/FGV – moderador

 

Parcerias Multissetoriais para a redução das desigualdades

Carlo Pereira – Secretário-Executivo da Rede Brasil do Pacto Global

José Marcelo Zacchi – Secretário-Geral do Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE)

Caio Magri – Diretor-Presidente do Instituto Ethos

Jorge Abrahão – Coordenador Geral do Programa Cidades Sustentáveis

Mônica Picavea – Pesquisadora do Centro de Estudos de Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (GVces) – moderadora

 

 

Acompanhe a Estratégia ODS

Site: http://www.estrategiaods.org.br/estrategia-ods/

FB: https://www.facebook.com/estrategiaods/

Twitter: https://twitter.com/Estrategia_ODS

 

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar